RH Digital: o que é, vantagens, desafios e tendências

Saiba tudo sobre o RH Digital e como ele influencia a rotina e os processos de gestão de pessoas. Leia agora mesmo!

  • 14 mins leitura
  • 14 março, 2024
  • 25 março, 24
  • Por Julia Silva

Nos últimos anos, a transformação na maneira como as empresas lidam com seus Recursos Humanos é incontestável. E a chegada da era digital trouxe consigo um novo paradigma na gestão de pessoas: o RH Digital.

Aliada à tecnologia, essa nova abordagem para os processos de RH promete revolucionar a execução de tarefas, o desenvolvimento de competências, o acompanhamento de indicadores e alcance de metas no setor!

Por isso, neste artigo, veremos o que é o RH Digital, suas vantagens, impacto, desafios, tendências e ferramentas que já são uma realidade no contexto dos Recursos Humanos.

Vá direto ao tópico que mais te interessa:

Vamos lá?

O que é RH digital?

O RH Digital é uma abordagem inovadora na gestão de pessoas, que integra tecnologia, processos automatizados e análise de dados para otimizar as operações relacionadas aos RHs em uma organização.

Mas essa transformação vai muito além de uma simples adoção de ferramentas digitais. Representa uma mudança na estrutura e forma como as empresas lidam com suas práticas de RH.

Assim, o RH Digital busca melhorar a agilidade de processos, a transparência e a tomada de decisões com base em dados. Além disso, capacita as equipes de RH a cumprir um papel mais ativo e estratégico na organização.

Quais as vantagens do RH Digital?

Essas mudanças impactam positivamente o setor, toda a empresa e os colaboradores individualmente. Entre os principais benefícios, estão:

  • Melhoria operacional: automatizar processos possibilita aos profissionais de RH concentrar seu tempo em outras atividades mais estratégicas, melhorando o fluxo de atividades dentro da organização;
  • Decisão orientada a dados: a utilização de análise de dados pode ajudar as decisões relacionadas à contratação, retenção de talentos, desenvolvimento de carreira, entre outros aspectos;
  • Melhoria da experiência do colaborador: com ferramentas e plataformas que facilitam a comunicação, o RH facilita o acesso a informações relevantes e o desenvolvimento profissional dos colaboradores;
  • Agilidade e adaptabilidade: capacidade de responder a mudanças no ambiente de trabalho, demandas do mercado e necessidades dos colaboradores;
  • Redução de erros e retrabalho: a utilização de sistemas integrados que minimizam erros humanos e garantem a consistência e a eficiência nos processos de RH.

O impacto da transformação digital na gestão de pessoas

A transformação digital tem inúmeros impactos na gestão de pessoas e gera consequentes oportunidades para as organizações. 

Primeiramente, a digitalização dos processos de RH garante uma maior eficiência na coleta, análise e utilização de dados relacionados aos colaboradores, o que possibilita uma visão completa das estratégias e melhor direcionamento delas. 

Além disso, a tecnologia está transformando a maneira como as empresas recrutam, retêm e desenvolvem talentos, contribuindo para a criação de ambientes de trabalho mais inclusivos e inovadores.

Alguns exemplos concretos desse impacto incluem a automação de tarefas administrativas, a implementação de sistemas de gestão de desempenho baseados em dados e a adoção de inteligência artificial para o desenvolvimento dos colaboradores.

Um estudo da Gartner, intitulado “Em que o RH se concentrará em 2024”, mostrou que há bastante entusiasmo em relação à IA generativa no RH, bem como à necessidade de usá-la de maneira responsável. Entretanto, também existem sinais de que a maioria das funções do setor ainda não estão preparadas para implementar iniciativas baseadas em IA.

Portanto, esse momento é uma grande oportunidade para entender quais são as barreiras para o uso de novas tecnologias, solucioná-las e, então, desfrutar dos benefícios que o RH digital pode trazer!

Como os profissionais de RH podem colaborar e contribuir para essa transformação digital na gestão de pessoas?

Os profissionais de RH são protagonistas quando o assunto é a condução da transformação digital na empresa. Para colaborar nesse processo, é importante estarem atentos a práticas que auxiliam na evolução do setor de RH dentro da organização.

Dentro dessa perspectiva, alguns conhecimentos são necessários, dentre eles:

  1. Conhecimento tecnológico: envolve estar familiarizado com as tecnologias e entender como elas podem ser aplicadas para melhorar os processos. Isso inclui o domínio de softwares de gestão de talentos, plataformas de recrutamento e seleção online, sistemas de análise de dados e ferramentas de comunicação interna;
  2. Pensamento estratégico: é fundamental que os profissionais compreendam a visão estratégica da organização e saibam alinhar as iniciativas de transformação digital com os objetivos de negócio. Assim, serão capazes de identificar oportunidades de melhoria e propor soluções que agregam valor à empresa;
  3. Habilidades analíticas: é a capacidade de interpretar dados e extrair informações importantes para embasar as ações do setor. Os profissionais precisam ter conhecimento em análise de dados e saber como usá-los para tomar decisões orientadas por resultados;
  4. Adaptabilidade e aprendizado contínuo: reconhece que o ambiente de trabalho é muito dinâmico, com novas ideias e práticas surgindo a todo momento. É importante oportunidades de aprendizado contínuo, participando de cursos e workshops que falem sobre temas relacionados à inovação no RH.

Como ter o RH digital?

Para isso, será necessário implementar tecnologias como:

  • Sistemas de gestão de desempenho;
  • Plataformas e aplicativos de gestão de benefícios;
  • Plataformas online de recrutamento e seleção;
  • Programas de capacitação em habilidades digitais;
  • Iniciativas de engajamento e comunicação interna.

Principais desafios do RH digital

Como todo processo complexo de RH, a implementação da transformação digital no setor possui alguns desafios. Confira os principais:

  1. Desconforto com a mudança: os membros da equipe podem se sentir desconfortáveis com a adoção de tecnologias e processos. É importante promover uma cultura organizacional que valorize a inovação e o aprendizado, que incentive os colaboradores a se adaptarem às novas realidades do ambiente de trabalho;
  2. Falta de habilidades digitais: a rápida evolução tecnológica exige que os colaboradores estejam atualizados para utilizar as ferramentas digitais. Por isso, é interessante investir em programas de treinamento para garantir que eles adquiram as competências necessárias e aproveitem ao máximo as oportunidades.
  3. Preocupações com segurança da informação: adotar boas soluções de segurança cibernética para proteger dados contra violações, hackers e vazamentos. Para isso, é preciso implementar políticas, utilizar tecnologias de criptografia e realizar auditorias para identificar vulnerabilidades.

Tendências e ferramentas de RH Digital

Agora que você já conhece as características e desafios do RH Digital, veja como as principais tendências e ferramentas podem melhorar a gestão do negócio. 

Tendências

Dentre as principais tendências, temos:

  • Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning: o uso de algoritmos de IA e aprendizado de máquina está revolucionando o RH, permitindo a automação de tarefas repetitivas, a análise preditiva de dados e a personalização de experiências para os colaboradores;
  • Análise de dados: permite que as organizações obtenham novas percepções de grandes conjuntos de dados e seja possível identificar padrões, tendências e oportunidades de melhoria para os processos;
  • Plataformas de engajamento e feedback: oferecem às empresas uma maneira de medir a satisfação dos colaboradores, promovendo a transparência, a comunicação e o desenvolvimento profissional.

Ferramentas

Agora, veja as principais ferramentas para o RH Digital:

  • Sistemas de gestão de talentos: permitem às empresas recrutar, avaliar, desenvolver e reter talentos de maneira mais rápida e estratégica;
  • Plataformas de recrutamento e seleção online: agilizam o processo de contratação, permitindo que as empresas atraiam os melhores talentos de forma muito mais efetiva;
  • Plataformas de benefícios: além de simplificar muito o processo de gestão de fornecedores, aumentam a variedade de benefícios ofertados, como planos de saúde, adiantamento de salário, planos odontológicos, seguros, entre outros;
  • Software de automatização de desconto em folha: traz agilidade e eficiência na gestão dos descontos, redução de erros e custos associados ao retrabalho, maior segurança, confiabilidade e controle gerencial;
  • Softwares de análise preditiva: permitem que as empresas prevejam tendências, identifiquem repetições de comportamento e tomem melhores decisões com base em dados.

Recrutamento e Seleção no RH Digital

No ambiente atual de negócios, o Recrutamento e Seleção (R&S) faz parte da estratégia de gestão de talentos, influenciando aspectos como a escalabilidade e a resiliência organizacional. Com a ascensão das tecnologias digitais, o RH digital está transformando todo esse processo, tornando-o mais rápido, preciso e embasado.

Leve seu RH a outro nível -  Conheça o eConsig

Dentre os principais benefícios, podemos destacar:

  1. Redução de vieses inconscientes e discriminação, ao analisar candidatos com base em critérios objetivos para a vaga;
  2. Eficiência de processos, pela automação de atividades manuais, destinando os recursos humanos a outras atividades, como o engajamento dos candidatos e a construção de relacionamentos com talentos;
  3. Melhoria da experiência do candidato, com a automação e a comunicação mais ágil proporcionada pelas tecnologias digitais.

Para se ter uma ideia, uma pesquisa de junho de 2023 veiculada pela Forbes apontou que 4 em cada 10 empresas adotam ou pensam em adotar entrevistas com o uso de IA até 2024.

Por isso, veja os principais impactos das tecnologias nesse processo:

  1. Inteligência Artificial: automatiza tarefas como triagem de currículos, agendamentos e a realização de entrevistas prévias por meio de chatbots. Além disso, os algoritmos de IA podem analisar grandes volumes de dados para identificar as características dos candidatos que melhor se adequam aos requisitos da vaga;
  2. Análise de Big Data: permite que as empresas coletem, processem e analisem uma grande quantidade de dados sobre candidatos. Isso possibilita uma melhor compreensão das necessidades de recrutamento, comportamentos e até mesmo previsões sobre as tendências do mercado de trabalho;
  3. ATS (Applicant Tracking System): os sistemas de rastreamento de candidatos centralizam o recrutamento, permitindo que os recrutadores gerenciem currículos, agendem entrevistas e registrem feedbacks. Além disso, os ATS podem se integrar a outras ferramentas, como plataformas de análise de dados e sistemas de IA, para fornecer informações mais detalhadas do processo.

Desenvolvimento de talentos na era digital

Como dito anteriormente, é preciso manter os colaboradores atualizados para manter uma boa competitividade e inovação da organização.

E essa é uma necessidade iminente. 53% dos profissionais da área de RH entrevistados em uma pesquisa afirmaram que não têm conhecimento de como funciona a inteligência artificial. Veja como a IA já está influenciando as capacitações profissionais:

  1. Aprendizado personalizado: plataformas online estão cada vez mais populares devido à sua capacidade de oferecer conteúdo personalizado para cada colaborador. Elas utilizam algoritmos de IA para recomendar cursos e materiais alinhados com os objetivos de carreira e as competências desejadas;
  2. Microlearning: é uma abordagem de aprendizado baseada na entrega de conteúdo em doses, geralmente via vídeos curtos, quizzes e infográficos. Essa modalidade é ideal para profissionais muito ocupados, pois permite que eles absorvam informações de forma rápida e prática;
  3. Gamificação: utiliza elementos de jogos, como pontos, desafios e recompensas, para engajar os colaboradores no processo de aprendizado. Assim, pode aumentar a motivação e a participação deles em programas de treinamento e capacitação.
  4. Plataformas de e-learning: Udemy, Coursera e LinkedIn Learning, por exemplo, oferecem uma variedade de cursos em diversas áreas, permitindo que os colaboradores desenvolvam habilidades técnicas e comportamentais relevantes;
  5. Programas de mentoria virtual: é uma forma de desenvolvimento profissional que permite aos colaboradores se conectarem com mentores para receber feedbacks personalizados online. Algumas plataformas, como a MentorcliQ, facilitam a criação de programas de mentoria virtual dentro da empresa.
  6. Simuladores: algoritmos de IA podem analisar o desempenho de cada colaborador e sugerir conteúdo com base em seus interesses. Além disso, a IA está sendo utilizada para criar experiências de aprendizado interativas, por meio de simulações, realidade virtual e realidade aumentada.

Baixe agora: Avaliação de Desempenho: Métodos e melhores práticas

Análise preditiva e tomada de decisão estratégica no RH Digital

A análise preditiva utiliza dados históricos da organização com o objetivo de mostrar resultados futuros.

No contexto do RH Digital, essa abordagem analítica utiliza dados do passado, modelos estatísticos e algoritmos de machine learning para prever tendências e identificar características que possam influenciar o desempenho das atividades.

Assim, ela permite que a empresa antecipe tendências de mercado, mudanças na demanda por talentos e movimentos da concorrência. Dessa forma, o RH consegue tomar medidas para se adaptar às novas realidades, de forma muito mais ágil, e manter a competitividade da empresa.

Além disso, a análise preditiva ajuda a avaliar dados relacionados ao desempenho dos colaboradores, rotatividade de funcionários e impacto dos programas de treinamento, buscando oportunidades de otimização nos processos internos.

Por fim, uma das aplicações mais importantes dessa análise no RH é a identificação dos fatores que influenciam a rotatividade de funcionários e a satisfação no trabalho por meio dos padrões de comportamento.

Assim, a empresa consegue desenvolver estratégias de retenção de talentos e criar um ambiente de trabalho mais atrativo para trabalhar.

Exemplos de uso de análise preditiva

Para exemplificar, veja alguns casos de uso da análise preditiva no RH Digital:

  1. Previsão de demanda por talentos: prever a demanda por determinadas habilidades em diferentes áreas da organização, o que permite que o RH antecipe necessidades de recrutamento e desenvolvimento de talentos;
  2. Identificação de padrões de desempenho: destaca quais características, comportamentos ou condições levam a um melhor desempenho no trabalho. Com essas informações, a empresa pode criar programas de treinamento mais assertivos e personalizados;
  3. Otimização de processos de seleção: ao analisar dados, como fontes de candidatos, resultados de entrevistas e avaliações de desempenho, a análise preditiva pode definir quais práticas de seleção estão ligadas aos novos contratados.

Assim, o RH refina seus processos de seleção e toma decisões melhores na contratação de novos talentos.

Conclusão

Em resumo, vimos como o RH Digital representa uma mudança completa na forma como as empresas gerenciam seus recursos humanos.

Ao adotar essa abordagem centrada em tecnologia e dados, a empresa alcança uma melhor otimização de seus processos, eleva o seu próprio ritmo de crescimento e cria um ambiente de trabalho mais produtivo e atrativo. 

No entanto, para colher os inúmeros benefícios dessa transformação, é importante que a organização esteja disposta a investir na capacitação contínua de seus profissionais de RH e dos demais membros de equipes.

Por isso, não pare por aqui! Continue aprendendo sobre como inovar no RH e utilizar novas tecnologias a favor do setor com o nosso artigo: Inovação no RH: como usar novas tecnologias a favor do setor

Veja conteúdos relacionados:

Perguntas frequentes

Veja as respostas para as dúvidas mais comuns sobre o RH Digital:

O que é o RH Digital?

É uma abordagem inovadora que integra tecnologia, processos automatizados e análise de dados para otimizar as operações relacionadas aos RHs em uma organização.

Como ter o RH Digital?

Para isso, será necessário implementar tecnologias como sistemas de gestão de desempenho, plataformas para gestão de benefícios corporativos, softwares online para condução de processos seletivos, entre outras.