Folha de pagamento: guia completo para o profissional de RH

Entenda tudo sobre folha de pagamento, como evitar erros na gestão, estratégias de otimização e escolher o melhor software para auxiliar o RH.

  • 10 mins leitura
  • 11 dezembro, 2023
  • 25 março, 24
  • Por Julia Silva

A gestão da folha de pagamento é uma das tarefas rotineiras mais desafiadoras para o departamento de RH das empresas.

Afinal, garantir que os funcionários sejam pagos de maneira precisa e pontual é um ponto importante para manter a satisfação da equipe e a conformidade com a legislação trabalhista.

Nesse guia completo, você verá o que é a folha de pagamento, suas informações indispensáveis, erros comuns na gestão, estratégias de otimização e como escolher o melhor software de folha de pagamento.

Boa leitura!

O que é a folha de pagamento?

A folha de pagamento é um registro minucioso de todos os pagamentos que uma empresa deve fazer aos seus funcionários em um determinado período, como salários, bônus, benefícios, além de conter os descontos legais, contribuições previdenciárias e impostos.

A folha de pagamento permite manter a transparência financeira, assegurar que os funcionários recebam os devidos valores e garantir que a empresa esteja conforme as obrigações legais.

Aqui, é importante destacar a distinção entre a folha de pagamento e o holerite (ou contracheque). Enquanto a folha de pagamento é um documento completo que contém todos os detalhes financeiros relativos aos funcionários, o holerite é uma versão resumida e simplificada desse registro, que é entregue diretamente aos funcionários.

Em outras palavras, a folha de pagamento é a fonte de onde o holerite é gerado. Pois é na folha de pagamento que todos os cálculos são detalhados, e o holerite é o extrato final que os funcionários recebem, contendo informações sucintas.

Dessa forma, é uma ferramenta para a gestão financeira das empresas, mantendo a transparência e conformidade, sendo um documento de referência para que o RH e a contabilidade criem os holerites individuais que são entregues aos funcionários.

Quem faz a folha de pagamento?

O profissional responsável pela folha de pagamento é o do setor de Departamento Pessoal, pois são requeridos alguns conhecimentos técnicos sobre a legislação trabalhista que, geralmente, os profissionais desse setor estão familiarizados.

Mas, por outro lado, algumas empresas utilizam softwares para gestão da folha de pagamento, dispensando algumas atribuições desse setor, principalmente relacionado às tarefas repetitivas do trabalho manual.

Isso simplifica o processo e o torna mais ágil, facilitando a fluidez e precisão das informações.

Como funciona o processo da folha de pagamento?

O cálculo da folha é muito importante uma vez que nas empresas ele inclui as informações financeiras de todos os funcionários de forma individual.

Ou seja, salários, descontos, bônus, férias, vencimento, horas extras, benefícios e impostos, tudo isso precisa estar incluso.

Essas informações são então transformadas em valores numéricos e depois em códigos para serem lançados na folha.

Principais informações da folha de pagamento

As informações da folha de pagamento precisam estar claras e bem descritas, segundo as obrigações legais. Por isso, veja como funciona o processo e o que precisa constar na folha de pagamento:

  1. Identificação do funcionário: cada folha de pagamento deve conter informações detalhadas sobre o funcionário, incluindo nome completo, cargo, número de registro na empresa, CPF e informações bancárias;
  2. Informação sobre o salário base: o salário-base é o valor bruto do salário do funcionário, antes de quaisquer deduções ou acréscimos. Ou seja, é a remuneração principal do funcionário e deve ser claramente indicado na folha de pagamento;
  3. Análise das horas de trabalho: por meio da folha de ponto de cada funcionário, contabiliza-se as horas trabalhadas, horas extras e outras jornadas. É importante conferir se houve faltas e se foram justificadas;
  4. Descontos de encargos e imposto de renda: a folha de pagamento deve detalhar todos os descontos aplicados ao salário bruto do funcionário. Isso inclui IRPF, INSS, FGTS, deduções legais como pensão alimentícia e outros descontos autorizados por lei ou acordos coletivos;
  5. Benefícios e acréscimos: devem constar na folha todos os benefícios e acréscimos aos quais o funcionário tem direito. Isso pode abranger, por exemplo, horas extras, adicional noturno, gratificações, comissões e outros benefícios adicionais que compõem a remuneração total;
  6. Faltas e deduções: registrar faltas, atrasos e deduções é fundamental para calcular com precisão o pagamento do funcionário. Mas, as faltas e atrasos podem resultar em reduções de salário, e essas informações devem ser refletidas na folha de pagamento;
  7. Salário líquido: o valor final a ser pago ao funcionário, após todos os descontos e acréscimos, é conhecido como salário líquido. Essa é a quantia que o funcionário efetivamente recebe no holerite.

4 erros mais comuns na gestão da folha

A gestão da folha de pagamento pode ser uma tarefa complexa e suscetível a erros, especialmente quando feita manualmente.

Por isso, apresentamos os quatro erros mais comuns na gestão da folha de pagamento, para os quais você deve se atentar:

  1. Cálculos incorretos;
  2. Atrasos na entrega;
  3. Falta de conformidade legal;
  4. Registro inadequado.

Confira abaixo cada um deles em detalhes:

1. Cálculos incorretos

Um dos erros mais comuns na gestão da folha de pagamento é a realização de cálculos incorretos. Ele pode ocorrer devido a erros humanos ou à falta de atualização das fórmulas de cálculo quando acontecem mudanças na legislação.

Dessa forma, cálculos incorretos podem resultar em pagamentos inadequados aos funcionários, o que promove a insatisfação e problemas judiciais. Por isso, contar com um sistema de folha de pagamento atualizado e preciso evitar esse erro.

2. Atrasos na entrega

O não cumprimento dos prazos de pagamento é outro erro comum. Assim, a empresa precisa estabelecer as datas para que a folha de pagamento deve ser processada e paga pontualmente.

Assim, atrasos nos pagamentos podem afetar a confiança dos funcionários na empresa e resultar em penalidades legais, além de gerar desmotivação e prejudicar as entregas de resultado pelos colaboradores.

Ignorar ou desconhecer as obrigações legais relacionadas à folha de pagamento é um erro grave. As leis trabalhistas e fiscais estão sujeitas a alterações, e não estar em conformidade pode levar a multas e outras consequências significativas.

Leve seu RH a outro nível -  Conheça o eConsig

Nesse sentido, o setor de RH precisa manter-se atualizado com as regulamentações e garantir que a folha de pagamento esteja conforme todas as obrigações, incluindo impostos e contribuições previdenciárias.

4. Registro inadequado

A falta de registros precisos é outro erro comum. Manter a documentação adequada e os registros detalhados é a base para rastrear todos os aspectos da folha de pagamento.

Dessa forma, falhas nesse processo podem complicar auditorias e verificações, resultando em problemas com as autoridades fiscais e trabalhistas.

Algumas práticas auxiliam na prevenção desses erros, como, por exemplo:

  • investir em sistemas de folha de pagamento confiáveis e atualizados;
  • treinar a equipe de RH para lidar com as complexidades da folha de pagamentos;
  • realizar auditorias regulares para identificar e corrigir eventuais erros.

Além disso, como reforçamos anteriormente, é necessário que o RH esteja sempre atualizado quanto às mudanças na legislação trabalhista e fiscal para garantir que a folha de pagamento esteja em conformidade legal.

Como otimizar a gestão da folha de pagamento?

Gerenciar a folha de pagamento é uma tarefa complexa. Mas existem formas de otimizar a gestão desse processo e assegurar que os pagamentos sejam precisos e pontuais.

Por isso, conheça 8 formas de alcançar essa otimização:

Como otimizar a gestão da folha de pagamento

Dessa forma, a otimização da gestão da folha envolve uma combinação de automação, capacitação da equipe, revisões regulares, conformidade legal e a escolha da ferramenta certa.

Uma ferramenta de software confiável, por exemplo, nesse processo, simplifica as tarefas e garante que os pagamentos sejam feitos da maneira mais eficiente possível.

Softwares para gestão de folha de pagamento: como escolher o melhor?

O software será um aliado no gerenciamento da folha de pagamento. Por isso, a sua escolha afeta diretamente a precisão desse processo na organização.

Por isso, entenda os principais critérios para a escolha de um software:

  • Conformidade legal: certifique-se de que o software está em conformidade com as leis trabalhistas e fiscais. Isso é essencial para evitar problemas legais e multas;
  • Facilidade de uso: um software intuitivo e fácil de usar reduzirá o tempo gasto em treinamento da equipe e facilitará a implementação;
  • Automatização de cálculos: o software deve ser capaz de calcular automaticamente salários, benefícios, descontos e impostos de forma correta;
  • Geração de relatórios: recursos de geração de relatórios são importantes para análises financeiras e auditorias internas;
  • Suporte técnico: certifique-se de que o fornecedor oferece suporte técnico eficiente para resolver problemas e responder a perguntas;
  • Segurança de dados: garanta que o software tenha medidas robustas de segurança, para proteger informações confidenciais dos funcionários;
  • Integração com outros sistemas: a capacidade de integração com sistemas de RH, contabilidade e recursos humanos existentes evita a duplicação de dados;
  • Atualizações e manutenção: verifique como são realizadas as atualizações do software e se a empresa fornece manutenção regular para corrigir bugs e garantir o funcionamento adequado.

Mas, lembre-se de que, a escolha do melhor software dependerá das necessidades específicas da sua empresa, do tamanho da equipe de RH e do orçamento disponível.

Ao considerar os critérios acima e pesquisar opções, você poderá tomar uma decisão mais informada.

Conclusão

Certamente, folha de pagamento é um aspecto importante na gestão de RH e exige precisão e conformidade com as leis trabalhistas.

Assim, compreender suas nuances, evitar erros comuns e otimizar processos internos promove uma operação de RH eficiente e contribui para a satisfação dos funcionários.

Por isso, escolher o software adequado pode simplificar significativamente essa tarefa complexa, proporcionando maior confiabilidade no processo.

Gerenciar a gestão de benefícios - Agende Demonstração

Portanto, invista tempo e recursos na gestão adequada do contracheque, para garantir o sucesso de sua empresa e o bem-estar de sua equipe.

Continue acompanhando as tendências do RH, baixe nosso e-book gratuito.

Continue aprendendo com os conteúdos:

Perguntas frequentes

Veja as principais respostas para as questões sobre a folha de pagamento.

O que é a folha de pagamento?


Em resumo, a folha de pagamento é um documento em que constam todas as informações sobre os salários, benefícios e descontos de cada colaboradora da empresa, em um período. Assim, geralmente é mensal e é obrigatório que as empresas mantenham os dados atualizados para garantir o cumprimento das leis trabalhistas.

Quem faz a folha de pagamento?

O profissional responsável pela folha de pagamento é o do setor de Departamento Pessoal, pois são requeridos alguns conhecimentos técnicos e específicos sobre a legislação trabalhista.

Como se faz uma folha de pagamento?

Um passo a passo resumido, consta: mantenha um controle do quadro de colaboradores; divida os funcionários em categorias; acompanhe a legislação; faça os cálculos na folha de pagamento; e desconte os impostos necessários.

e-Book Employer Branding